Cute dog with cat. Love. red and cute animals

1- Lindo poema “Cão deficiente”, uma lição

Um menino na loja pergunta o preço dos animal á venda.

“Entre 30 e 50 dólares”, respondeu o dono da loja.

O menino puxou uns trocados do bolso e disse: “Eu só tenho 2,37 dólares, mas eu posso ver os filhotes?”

O dono da loja sorriu e chamou Lady, que veio correndo, seguida de cinco bolinhas de pelo. Um dos cachorrinhos vinha mais atrás, mancando de forma visível. Imediatamente o menino apontou aquele cachorrinho e perguntou: “O que é que há com ele?”

O dono da loja explicou que o veterinário tinha examinado e descoberto que ele tinha um problema na junta do quadril, sempre mancaria e andaria devagar.

O menino se animou e disse: “Esse é o cachorrinho que eu quero comprar!”

O dono da loja respondeu: “Não, você não vai querer comprar esse. Se você realmente quiser ficar com ele, eu lhe dou de presente.”

O menino ficou transtornado e, olhando bem na cara do dono da loja, com o seu dedo apontado, disse: “Eu não quero que você o dê para mim. Aquele cachorrinho vale tanto quanto qualquer um dos outros e eu vou pagar tudo. Na verdade, eu lhe dou 2,37 dólares agora e 50 centavos por mês, até completar o preço total.”

O dono da loja contestou: “Você não pode querer realmente comprar este cachorrinho. Ele nunca vai poder correr, pular e brincar com você e com os outros cachorrinhos.”

Aí, o menino abaixou e puxou a perna esquerda da calça para cima, mostrando a sua perna com um aparelho para andar. Olhou bem para o dono da loja e respondeu: “Bom, eu também não corro muito bem e o cachorrinho vai precisar de alguém que entenda isso.”

“Muitas vezes desprezamos as pessoas com as quais convivemos diariamente, simplesmente por causa dos seus “defeitos”, quando na verdade, somos tão iguais ou pior do que elas e sabemos que essas pessoas precisam apenas de alguém que as compreendam e as amem não pelo que elas podem fazer, mas pelo que são.

Autoria: Desconhecida

2 – Poema “O apelo de um cão”, para todos que tem um bichinho

Trate-me gentilmente, meu querido amigo, pois nenhum coração em todo mundo é mais agradecido pela amabilidade do que o meu coração amoroso. 

Não machuque minha alma com pancadas, apesar disso, lambo suas mãos entre os golpes. Sua paciência e compreensão irão mais rapidamente ensinar-me coisas que eu devo aprender.

Fale comigo constantemente, porque sua voz é para mim a mais doce música do mundo, como você deve saber pelo abanar da minha cauda quando os meus ouvidos escutam os seus tão esperados passos.

Por favor, coloque-me para dentro quando estiver chovendo e com frio, pois sou um animal doméstico e não estou acostumado as intempéries.

Eu não tenho honra maior do que o privilégio de sentar-me aos seus pés.

Mantenha meu potinho cheio de água fresca, pois não posso dizer para você quando estou com sede.

Alimente-me com comida limpa para que eu possa estar bem e saudável para brincar, acompanhá-lo nas suas caminhadas e estar alerta e capaz de defendê-lo com a minha própria vida, se a sua estiver em perigo.

E, meu amigo, quando eu estiver muito velho, e não gozar mais de boa saúde, nem boa audição e visão, não faça esforços heróicos para manter-me aqui.

Por favor, perceba que minha vida dedicada está indo suavemente. Eu devo partir desta terra sabendo que a última respiração que eu arranquei deste meu ser esteve sempre a salvo em suas mãos.

Autor: desconhecido

3 – Poema “Você me ensinou”, temos muito a aprender com os animais…

Eu me lembro da primeira vez em que te vi, saindo do avião, coberta de baba, se escondendo atrás da tua caixa. Você estava com medo do mundo, o mundo era muito grande e frio. Eu te estendi minha mão e você a beijou. Eu te pedi para vir comigo e ver o mundo. E só porque eu te pedi, você veio. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A ACREDITAR.

Eu lembro de você como um filhote, rodeada de brinquedos, colocados lá somente para você. Eu ria enquanto você balançava tua cabeça e latia para mim, me convidando a brincar. Você pegaria minha meia ou meu sapato e fugiria, só para eu te perseguir até você me devolver. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A BRINCAR.

Eu lembro de você como uma cadela adulta, grande e forte. Eu via você saudar cada convidado com teu rabo abanando, e olhos atenciosos. Eu sorria e me sentia seguro. Eu sabia que você sempre ficaria ao meu lado. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A TER CORAGEM.

Eu lembro de você como uma nova mamãe rodeada por filhotes. Eu sentei ao teu lado e te mostrei cada um, e como você os inspecionaria aprovando-os. Você os limparia e tomaria conta deles. Mesmo quando você estava cansada e desgastada. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A SER FORTE.

Eu me lembro de você como uma mãe, rodeada por filhotes crescendo. Eu ria enquanto você faria caretas de dor, quando um de teus filhotes te mordia e tentava fazer-te brincar. Eu vi você segurá-los e limpá-los, enquanto eles tentavam se livrar. Eu me lembro daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A TER PACIÊNCIA.

Eu lembro de você hoje, cansada e desgastada. Eu gostaria de te pegar, te abraçar e chorar. Você me olhava com aqueles olhos marrom claros. E quando a tua alma falou com a minha, você deixou este mundo grande e frio. Então, eu murmurei “Adeus”. E mesmo neste momento que passou, quando meus olhos queimavam em lágrimas, você me ensinou uma última lição. Eu sempre lembrarei daquele dia. VOCÊ ME ENSINOU A AMAR!

Autoria: Greg Hibler – Leviathans Lair Mastiffs

Algumas mensagens para aquecer seu coração e preenchê-lo com amor e compaixão foi a nossa intenção com esse artigo, deixe seu comentário com sugestões de temas. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here